Métricas de Design UX: O que oferecem e o que você pode obter através delas

Ano após ano – ou em espaços até mais curtos – sites e aplicativos vêm se tornando progressivamente mais complexos à medida que as tecnologias e metodologias ao nosso redor avançam. E o que costumava ser um meio estático e unidirecional evoluiu para uma experiência muito mais rica e interativa.

No entanto, independentemente de quanto mudou a tecnologia e o processo de criação, o sucesso de qualquer serviço digital ainda depende de apenas uma coisa: como os usuários o percebem

Conforme já abordamos aqui no blog, o design UX se faz absolutamente crucial exatamente por oferecer técnicas e recursos que visam aperfeiçoar a experiência do usuário e criar vivências mais completas e incríveis.

Mas quais recursos são esses e o que eles oferecem para as empresas e para os usuários?

Abordaremos hoje as métricas oferecidas pelo UX e todos as informações extraordinárias que a sua empresa pode obter através delas.

 

Entendendo as Métricas de UX

Para criar uma experiência extraordinária para o seu negócio – e até mesmo na fase anterior a essa, durante a criação do serviço/produto -, é de suma importância observar, estudar e compreender o que o seu usuário deseja, o que ele precisa, e se o modelo que você criou serve para atender e solucionar o que ele quer e procura.

As pesquisas e entrevistas com usuários, assim como os testes de usabilidade e protótipos, vêm justamente para obter todas essas respostas e para através delas desenhar todas as soluções de design para o seu projeto.

Pesquisa Qualitativa e Pesquisa Quantitativa

As pesquisas qualitativas e quantitativas e os seus métodos complementares fornecem diferentes tipos de dados e informações, sendo que uma foca em dados numéricos e a outra em análises mais aprofundadas.

Os métodos de pesquisa qualitativa são mais pessoais e criativos, e têm como foco obter dados mais profundos sobre os usuários e seus comportamentos e anseios, buscando explorar os processos psicológicos, sociais e culturais dos indivíduos. O resultado são insights completos e profundos sobre os usuários e suas motivações, o que é determinante na hora de projetar designs e experiências mais eficientes.

Já a pesquisa quantitativa visa obter dados através de números, tabelas e gráficos. Pode até ser mais simples, mas também oferece informações estatisticamente valiosas sobre as preferências e satisfações dos usuários.

Entrevista com o Usuário e Grupo Focal

É um método de pesquisa que consiste em reunir pesquisadores e os usuários em uma sala, como se fosse um painel, a fim de discutir sobre um determinado tópico, produto ou serviço, ou então para simplesmente trazer as percepções e hábitos dos usuários acerca da questão abordada.

Esse modelo de pesquisa ensina e mostra muito sobre os sentimentos, opiniões e até a linguagem dos usuários, o que é muito útil principalmente para conhecer melhor  quem é o público-alvo do negócio.

Jornada do Usuário

O mapa de jornada do usuário é uma visualização – em forma de mapa e diagrama – que explora as várias etapas (às vezes invisíveis) e o realizadas pelos consumidores quando eles se envolvem com o serviço e o relacionamento desses usuários com o produto ao longo do tempo e em diferentes canais.

É uma métrica que permite que os designers enquadrem as motivações e necessidades do consumidor em cada etapa da jornada, criando soluções de design apropriadas para cada uma.

Personas

A Persona é uma ferramenta simples para criar seu produto com um usuário-alvo específico em mente, em vez de algo genérico e batido. É uma representação dos dados reais do público-alvo – dados demográficos e culturais, comportamentos e motivações –, reunidos em pesquisas anteriores, como a entrevista do usuário.

Através da Persona será possível padronizar as necessidades de seus usuários e encontrar soluções mais rapidamente, isso porque há semelhanças e familiaridades entre os usuários.

Heatmaps (Mapas de Calor) e Eyetracking

Heatmaps, ou simplesmente mapas de calor, são representações visuais da atenção, engajamento e interações geradas pelos visitantes quando eles navegam em um site. É uma análise utilizada especialmente para mapear a concentração de interação ou atenção em sua página.

O Eyetracking também é uma ferramenta incrível que, com base em recursos tecnológicos, analisa os movimentos oculares do usuário na interface do seu site/app, fornecendo dados sobre o que mantém os usuários interessados ​​na tela e como o fluxo de leitura pode ser otimizado através do design.

Testes com Usuários

Os testes com usuários consistem basicamente em técnicas que visam avaliar um produto/serviço testando-os pelos usuários, e são essenciais para todas as empresas que desejam otimizar a experiência de seus usuários e melhorar sua taxa de conversão.

Existem diversos modelos de testes, sendo os mais populares o teste de usabilidade – que consiste em entrevistas individuais onde o usuário é solicitado a executar algumas séries de tarefas em um protótipo ou produto, validando através de feedbacks os fluxos, o design e os recursos oferecidos -; e o teste A/B, que busca direcionar os usuários para versões alternativas da página/interface, dividindo-os em um grupo que avaliará a versão A do produto e em outro grupo que avaliará a versão B, com o intuito de descobrir qual deles apresenta melhor desempenho entre os usuários.

Esses foram apenas alguns das centenas dos métodos e recursos oferecidos pelo design UX a fim de criar soluções eficientes baseadas única e exclusivamente nos seus usuários, que no fim das contas é a peça principal para o sucesso de qualquer negócio.

Afinal, perguntas como “Isso me agrega alguma coisa? Isso é fácil de usar? É agradável de usar?” ainda surgem na mente dos usuários à medida que interagem com os produtos, e é o que forma a base de suas opiniões e decisões sobre se vão se tornar – ou não – usuários regulares do seu site/app.

Com metodologias dinâmicas e eficientes, a RAIN oferece serviços em design UX focado em proporcionar experiências incríveis para o usuário, ao mesmo tempo em que desenvolve estratégias inovadoras para o seu negócio. Conheça nossos Cases e nossa página de Serviços.

Continue lendo

Qual a diferença entre UX e UI Design?