Construindo experiências através de pesquisas qualitativas e pesquisas quantitativas

Quando lemos sobre como o UX se faz importante em qualquer negócio digital e sobre os recursos e ferramentas disponíveis a fim de analisar e melhorar a experiência do usuário, o que mais encontramos – em disparado – são como as ‘pesquisas com o usuários’ e os testes de usabilidade são cruciais para projetar e criar decisões de design e desenvolvimento.

Porém com os contínuos avanços tecnológicos e a inovação no setor de insights, isso significa que as metodologias de pesquisa com o usuário também estão em constante evolução com o intuito de serem cada vez melhores e mais eficazes em diagnosticar problemas e encontrar soluções.

Por isso é importante para qualquer estudo de UX que se conheça e entenda os mais diversos tipos de métodos de pesquisa à disposição na hora de destrinchar a experiência do usuário e assim desenhar e construir melhores resoluções e vivências para um produto ou serviço. 

Se você tem interesse em aperfeiçoar a experiência do seu usuário e não sabe qual a melhor metodologia de pesquisa para se chegar nos insights ideais para o seu projeto, uma das primeiras perguntas a responder é se você deseja realizar pesquisas quantitativas ou qualitativas.

Mas afinal o que é a pesquisa qualitativa e quantitativa, e como elas são importantes na hora de trilhar os caminhos do UX?

 

A comunicação por trás da Pesquisa Qualitativa

A pesquisa qualitativa é uma pesquisa interrogativa e exploratória, que tem como objetivo focar o raciocínio por trás das ações de indivíduos, sociedades e culturas (conhecidas como o ‘porquê’) e explorar todas as questões por trás dessas ações. 

O propósito é investigar e reunir idéias sobre como as pessoas vivem, o que elas fazem, como elas usam as coisas, ou o que elas precisam na vida cotidiana ou profissional.

Os métodos de pesquisa qualitativa são muito mais pessoais, criativos e interativos do que os quantitativos, e envolvem estratégias como entrevistas com grupos focais, comunidades de pesquisa on-line e principalmente entrevistas diretas com o usuário, e permitem aos participantes da pesquisa mais liberdade na hora de conceder respostas e fomentar discussões mais aprofundadas para insights mais detalhados e informativos.

E no que diz respeito à insights, as principais formas de pesquisa qualitativa são baseadas em métodos de pesquisa etnográfica, psicológica e sociológica, que buscam entender o significado por trás do comportamento do consumidor. 

Isso se traduz em resultados ricos e detalhados de sentimentos, pensamentos e comportamentos dos usuários, fator determinante na hora de se construir um bom UX.

 

A pesquisa quantitativa e seus números

A pesquisa quantitativa por sua vez visa fornecer análises estatísticas, matemáticas e/ou numéricas, com o intuito de quantificar as opiniões e atitudes dos participantes da pesquisa e fornecer dados numéricos que podem ser facilmente visualizados em gráficos e tabelas.

Os métodos de pesquisa quantitativa podem ser realizados indiretamente, através de fóruns, questionários e formulários online, ou análises métricas, por exemplo. E através dele podemos captar resultados de uma quantidade maior de pessoas.

Através das visualizações oferecidas pelas representações gráficas de dados quantitativos, é possível identificar padrões que revelam idéias e tendências importantes. Essa abordagem matemática pura da análise de dados é tipicamente objetiva, o que se presta a resultados baseados em porcentagem e comparativos.

 

Construindo experiências: Pesquisa qualitativa x Pesquisa quantitativa

Antes de tudo é preciso entender que pesquisas qualitativas e quantitativas e os seus métodos complementares geram diferentes tipos de dados e informações. 

Os métodos de pesquisa quantitativa procuram gerar dados numéricos que podem ser usados ​​para produzir estatísticas e identificar padrões; já os métodos de pesquisa qualitativa, como foco em análises grupais, são usados ​​para entender opiniões, atitudes e motivações, respondendo a perguntas que não podem ser quantificadas com números.

Ainda que seja possível usar apenas um tipo de pesquisa em um estudo, para implementar um projeto de pesquisa que fornecerá insights precisos é possível combinar métodos de pesquisa qualitativos e quantitativos para ter uma melhor chance de obter um resultado completo e complexo.

No entanto, independente do método escolhido, é necessário compreender que ambas as pesquisas, tanto qualitativa quanto quantitativa, são importantes para qualquer projeto e se fazem cruciais na construção de uma boa experiência do usuário para com o seu produto ou serviço. 

São através dessas pesquisas que é possível medir e entender comportamentos e ações de clientes e usuários, e até mesmo previr possíveis e futuros problemas, corrigindo-os antes de gerar impactos negativos que podem prejudicar – ou arruinar – a reputação da sua empresa e de seus negócios.

E se você tem interesse em entender o comportamento do público-alvo de seu produto ou serviço e acha que esse é o momento certo para fazer pesquisas com os usuários e gerar insights transformadores, acesse nosso site e conheça nossos Serviços.